Como começar? Ligue para nós

(011) 5084-2588

WhatsApp (011) 98111-3455

Terapia de Reposição Hormonal e Preservação da Fertilidade do Cliente

No Fairfax, você preserva sua fertilidade antes da TRH.

Aqueles que querem preservar suas opções de fertilidade para o futuro podem coletar suas amostras e armazená-las criopreservadas até que estejam prontos para construir sua família.

Os hormônios exógenos utilizados na terapia de reposição hormonal (TRH) para a afirmação de gênero e a transição cirúrgica através da gonadectomia (remoção dos testículos) afetam a fertilidade de um indivíduo. Estrogênio, progesterona, finasterida e outros antiandrógenos usados no tratamento TRH, podem alterar permanentemente a capacidade do corpo de produzir sêmen. É ideal coletar amostras de sêmen antes do início do uso de hormônios exógenos. Se um individuo começou a tomar hormônios, pode ser possível recuperar o sêmen saudável após a descontinuação dos hormônios. Verifica-se que a fertilidade de alguns indivíduos é restaurada de 3 a 6 meses após a interrupção da terapia hormonal; outros indivíduos não foram capazes de recuperar sua fertilidade, independentemente do período de tempo após parar de tomar hormônios.

Pessoas trans devem ser instruídas e aconselhadas sobre suas opções na preservação da fertilidade. Novamente, armazenar amostras antes do início da supressão puberal e da terapia de reposição hormonal é recomendado. Não é possível que indivíduos na fase da pré-puberdade depositem suas amostras no Cryobank. Se o seu filho teve a puberdade anulada por uso de GnHR (hormônio liberador de gonadotrofina), pode ser possível retomar a puberdade com interrupção do tratamento, o que permitiria a produção de amostras para criopreservação. A maioria das crianças que sofrem supressão puberal pulará o processo da puberdade e iniciará a terapia de reposição hormonal, sendo assim, incapazes de produzir amostra para criopreservação.

As decisões tomadas em relação à preservação da fertilidade e interrupção ou atraso da terapia de reposição hormonal devem ser discutidas com um profissional médico.

Para depositar uma amostra no Cryobank, é preciso ser capaz de produzir uma amostra por auto-masturbação. Se um indivíduo não conseguir produzir uma amostra, ele pode consultar um especialista para remover o esperma diretamente dos testículos. O esperma testicular não pode ser usado na inseminação, mas pode fertilizar com sucesso um óvulo usando fertilização in vitro ou injeção intracitoplasmática de sêmen. O sêmen criopreservado pelo Cryobank pode ser usado em inseminações intrauterinas, inseminação intracervical, fertilização in vitro ou injeção intracitoplasmática de sêmen.

Dois caminhos distintos a serem considerados pelas pessoas trans:

  • Você está armazenando para usar no futuro com uma pessoa não sexualmente intima,
    ex. portador/substituto gestacional carregará a gravidez

    Neste caso, você procederá como um Doador Direcionado *

  • Você está armazenando para usar no futuro com uma pessoa sexualmente intima,
    ex. seu futuro parceiro carregará a gravidez

    Neste caso, você procederá como Cliente Depositante

Se você não tiver certeza de como a amostra será usada no futuro, poderá prosseguir com o programa de terapia de reposição hormonal aprimorado do Cryobank.

* Esse caminho existe porque a FDA (Food and Drug Administration) regula o armazenamento e o uso de amostras de sêmen com pessoas não sexualmente intimas.


Processo Aprimorado do Cliente de Terapia de Reposição Hormonal

Para indivíduos que não têm certeza do futuro destinatário de suas amostras de esperma criopreservadas, o Fairfax Cryobank oferece o Programa de Depósito de Clientes TRH Aprimorado. Recomendamos que os clientes façam um exame físico com seu médico na hora da consulta para armazenar sua amostra para criopreservação. No dia da consulta, o cliente produzirá uma amostra de urina e coletará sangue para testes de doenças infecciosas exigidos pela FDA. Esta coleta de sangue deve ocorrer em nossas instalações. Eles também preencherão um questionário de triagem exigido pela FDA.


Recursos para Famílias Trans